Plano de gestão

A chapa NOVO OÁSIS adotou como plano de gestão as propostas feitas aqui no Blog no texto “Resumo das Propostas”, com algumas alterações. O blogueiro é candidato a subsíndico na chapa, e por isso houve facilidade para transformar as propostas do Blog em plano de trabalho da NOVO OÁSIS.

O texto final ficou sendo seguinte:

 

  • 1 – Transparência total
    Publicar o dossiê contábil na internet, com acesso restrito para condôminos, com todos os documentos e relatórios.
    Exigir clareza em todos os comprovantes de pagamento de bens ou serviços.
    Orientar a contabilidade a fazer balancetes mais claros e completos.
    Colocar no balancete a evolução da inadimplência no sistema conta-corrente.
    A cada três meses enviar relatório de ações judiciais iniciadas, em andamento e encerradas.
    Disponibilizar na Portaria e no Escritório cópia do dossiê contábil com páginas numeradas, permitindo a retirada pelo Condômino por tempo determinado.
  • 2 – Redução de despesas
    Reduzir as despesas de R$ 41.800,00 nos últimos 12 meses para R$ 40.500,00 em 2017, mesmo depois de considerada a inflação.
    Reduzir principalmente combustíveis, (1,6 mil mensais) serviços de terceiros (3,3 mil) e manutenção geral (4,3 mil), onde parece haver gastos exorbitantes.
  • 3 – Administração por orçamento
    Cumprir a convenção que manda adotar orçamento previamente aprovado pela Assembleia.
    Cumprir fielmente o orçamento aprovado, ou justificar à assembleia se exceder os limites.
    Adotar, como orçamento para 2017, os valores da proposta anterior, de redução das despesas (40,5 mil mensais).
  • 4 – Concluir o centro administrativo sem chamada de capital
    Usar sobras da taxa geradas pela redução de despesas para:
    Terminar o centro administrativo aos poucos, nos dois próximos anos, ou
    Fazer antecipação de receita na Caixa, terminando e mobiliando imediatamente o centro, e pagando parceladamente.
  • 5 – Aquisição de veículo utilitário
    Adquirir veículo, por financiamento ou leasing, para as necessidades administrativas e operacionais.
    Uso exclusivo por membro da administração ou funcionário habilitado, vedado o pernoite fora do Condomínio.
  • 6 – Controle de patrimônio
    Adotar sistema informatizado, acessível aos condôminos, para registrar e controlar os bens do Condomínio.
  • 7 – Fidelidade aos fatos nas atas
    Registrar os fatos das assembleias com fidelidade, no livro e no cartório.
    Informar em até 8 dias as deliberações aos condôminos, conforme manda a convenção condominial.
  • 8 – Conselho Consultivo e Fiscal atuante
    Dar condições aos conselheiros para que cumpram suas funções, entre elas analisar mensalmente as contas e decidir sobre o Fundo de Reserva.
    Informar as decisões constantes nas atas do Conselho Fiscal.
    Propor a ampliação do Conselho Fiscal de 3 para 7 conselheiros.
  • 9 – Contabilização separada do Fundo de Reserva
    Manter conta bancária exclusiva para o Fundo, com uso somente pelo Conselho Fiscal, como manda a convenção.
  • 10 – Combate vigoroso à inadimplência
    Cobrar intensamente os inadimplentes na fase administrativa.
    Ajuizar todas as ações de cobrança possíveis conforme previsto no Regimento Interno.
  • 11 – Revisão do Regimento Interno
    Adequar o regimento à convenção, afastando os conflitos existentes, e fazer revisão geral da redação.
  • 12 – Iluminação e melhoramentos na área comum
    Fazer três orçamentos, para iluminação mínima, média e forte. Submeter à assembleia como chamada de capital.
    Propor todas as melhorias sugeridas pelos condôminos, como ancoradouro maior, embarcadouro, redução da prainha e outras sugestões que surgirem.
    Providenciar cuidados permanentes na área comum, como podas, adubação, combate a pragas e doenças e correção do solo. Cumprir a lei ambiental que veda a queima de algas na área de preservação.
  • 13 – Comunicação eficiente
    Fazer a comunicação oficial completa e eficiente, conforme propostas 1 e 7.
    Implantar veículo de comunicação (boletim ou blog) para assuntos não oficiais, inclusive pesquisas de preços.
    Criar grupo de wattsapp para integrar a administração no dia a dia.
  • 14 – Relações públicas
    Manter relações sociais e oficiais com autoridades e com outros órgãos, principalmente Câmara e Prefeitura.
    Fazer-se representar e atuar pelo reconhecimento da importância econômica e social do Condomínio.
  • 15 – Convivência comunitária
    Organizar festas de estação, oferecendo atrações para crianças e adultos com custo zero ou custo baixo.
    Estudar a instalação de lanchonete ao menos para happy hour e fins de semana no centro administrativo, quando concluído.
  • 16 – Disciplina financeira
    Adotar procedimentos bancários conforme padrão preestabelecido, principalmente:
    a) Talão de cheques em poder da Administradora, só ela podendo emitir;
    b) Vedação ao uso de cartão eletrônico para qualquer finalidade: débito, crédito, transferência ou saque;
    c) Vedação a transferências bancárias, exceto salário para as contas dos funcionários:
    d) Débito de despesas em conta permitido somente para despesas bancárias pagas ao próprio banco.
  • 17 – Decisões democráticas
    Decidir sempre de forma coletiva, ouvindo o Conselho Fiscal ou a Assembleia, o que for mais adequado.
    Não deixar nenhuma sugestão de Condômino sem andamento, decisão e retorno.
    Fazer ao menos duas assembleias por ano, uma Ordinária e uma Extraordinária.
    Com apoio do Conselho, fazer uma reunião aberta por mês, podendo os condôminos opinar, propor, sugerir, reservada a autoridade do Conselho para decidir.
    Fazer enquetes para assuntos com grande número de opiniões, mas sem porte para assembleia.
Anúncios
Esse post foi publicado em Assembleia. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Plano de gestão

  1. antonio roberto disse:

    Bom dia
    Dos 17 itens, só questiono o de comprar um veiculo, poderia comprar sim, desde que o condominio esteja com as finanças equilibradas.

    Curtir

    • Falando como membro da chapa Novo Oásis e não como responsável pelo blog, entendo que o veículo é necessário para evitar a confusão entre bens e despesas pessoais do Síndico e os do Condomínio. A ideia no plano de trabalho é reduzir as despesas e economizar 6 ou 7 mil reais em relação à arrecadação, e aplicar no máximo mil reais por mês na compra do veículo, novo ou usado, por financiamento 100% ou leasing. Como se trata de aquisição em valor superior a 10% da arrecadação, precisa de aprovação da assembleia. O propósito da Chapa Novo Oásis é não tomar nenhuma decisão desse tipo sem respaldo da maioria.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s