As contas do condomínio não foram aprovadas, o que fazer?

O texto a seguir é do site problemasnocondominio.com

A prestação de contas condominial é uma obrigação legal do síndico (art. 1.348, VIII do CC), e deverá ocorrer no mínimo uma vez por ano, por intermédio da Assembleia Ordinária, que deverá ser convocada respeitando os prazos previstos nas regras condominiais, sendo de praxe que o ato ocorra nos três primeiros meses do ano.

Quando aprovadas as contas o assunto está liquidado e qualquer questionamento futuro deverá ser lastreado em algum ato ilícito.

Porém, em algumas oportunidades, quando da realização da Assembleia Ordinária, após a apresentação da prestação de contas, a Assembleia pode votar pela sua não aprovação ou pela aprovação parcial, e quando isso ocorre algumas providencias poderão ser adotadas pelo síndico, condôminos ou pelo próprio condomínio.

Assim, normalmente mensalmente as contas são avaliadas conforme disposto na regra condominial, pois, alguns condomínios possuem o Conselho que mensalmente analisa as pastas, e apresenta seu parecer, e em outros condomínios, especialmente os mais complexos, as contas poderão ser avaliadas por uma empresa de auditoria. Porém, em ambas as situações, quando da realização da Assembleia é necessário que exista um posicionamento sobre as contas apresentadas e o parecer conclusivo do Conselho ou da empresa de auditoria, que será explanado aos presentes.

Após a explanação, se existir alguma dúvida e/ou alguma incongruência nos números apresentados, a situação poderá ser debatida e até sanada na ocasião. E quando ocorrer a votação, a maioria dos presentes na Assembleia, poderá aprovar, recusar ou aprovar parcialmente as contas.

Em ocorrendo a recusa ou a aprovação parcial, normalmente é concedido ao síndico o prazo de até 45 dias para que justifique e/ou regularize as informações conflitantes, realizado tal procedimento, nova Assembleia decidirá pela aprovação ou não das contas

Em outra seara, se as contas não forem aprovadas, os presentes na Assembleia, ou até mesmo o síndico, poderá requisitar a contratação de uma empresa de auditoria para avaliar as contas e apresentar o laudo conclusivo.  E, quando o laudo for favorável ao síndico, se mesmo assim a Assembleia entender que as contas não devem ser aprovadas, o síndico poderá interpor a ação judicial para a obtenção de sua aprovação, mas quando o laudo apontar alguma irregularidade o síndico deverá ter a oportunidade de se manifestar, inclusive, se for o caso, podendo realizar o ressarcimento de eventuais valores ou aguardar o questionamento judicial para tal.

Outrossim, não raramente, quando estamos diante da não aprovação das contas pela Assembleia, o próprio síndico pode pedir a renúncia e/ou afastamento do cargo ou poderá existir a assembleia requerendo sua destituição, pois, ainda que sua exclusão não seja obrigatória, muitas vezes, dependendo da situação concreta, é necessária para garantir maior transparência na apuração dos fatos.

Destarte, como a recusa das contas apresentadas pelo síndico é uma exceção, e poderá culminar com discussões judiciais, sempre que isso vier a ocorrer é prudente que o Conselho e/ou o grupo de moradores busquem o profissional de sua confiança, pois, em razão das inúmeras variáveis do caso concreto, somente com análise da situação especifica é que os interessados obterão as informações necessárias sobre a melhor forma de agir. (…)

——————————————————–

Resumindo:

Se tiver as contas rejeitadas, o Síndico pode convocar nova assembleia para reapreciação, em 45 dias. Não sendo convocada nova assembleia em 45 dias, ou sendo as contas novamente rejeitadas, então é caso de auditoria administrativa. Grifei no fim, porque o texto do problemasnocondominio.com diz que os moradores não devem tentar resolver sozinhos, mas devem buscar um profissional de sua confiança – leia-se “advogado”.

Tanto a auditoria administrativa como a assistência jurídica têm custos altos. Não havendo concordância do Síndico esses custos, ao menos por enquanto, não serão pagos pelo Condomínio.

Um detalhe final: As contas do Oásis não foram rejeitadas por motivo específico, mas no conjunto. Se fosse por motivo específico, o Síndico poderia esclarecer os pontos ou ressarcir eventuais prejuízos e assim reabilitar as contas, com aprovação em outra assembleia.

Anúncios
Esse post foi publicado em Finanças. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para As contas do condomínio não foram aprovadas, o que fazer?

  1. Bom dia a todos com todo o respeito, Pessoal jamais poderia aprovar as contas do sindico sem apresentação de contas etc. isso é o certo agora vamos ver se eles podem nos explicar oque aconteceu, no caso esta tudo certo que estou duvidando, com certeza iremos aprovar simmmmmm

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s